VISITE TAMBÉM O NOSSO SITE WWW.LABHORMON.COM.BR

Câncer de próstata: entre você também nesta luta

-A +A
06 de novembro de 2015 | Por: Lab Hormon

Assim como a incidência do câncer de mama em mulheres, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens estando atrás somente do câncer de pele

A próstata é uma glândula que faz parte do aparelho reprodutor masculino, responsável pela produção de parte do líquido que forma o sêmen e está localizada abaixo da bexiga e à frente do reto.

Na maioria dos casos o câncer de próstata se desenvolve lentamente e sem grandes complicações. Porém, a falta de conscientização dos homens na necessidade de fazer exame preventivo é um fator que pode custar a vida no futuro.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), a estimativa de novos casos no Brasil em 2014 foram de 68.800, com um número de mortes registrados de 13.772 casos.

Mas, o câncer de próstata pode ser tratado e a cura depende se houve acometimento de outros órgãos e do grau de células cancerígenas. Quando detectado na fase inicial o prognóstico favorável é de quase 100%.

Sintomas

Os sintomas do câncer de próstata variam entre pessoas, sendo que algumas delas não apresentam nenhum tipo de sintoma. As manifestações mais comuns, incluem a dificuldade para urinar, fluxo de urina fraco e não contínuo, aumento da necessidade de urinar, dificuldade de esvaziar toda a bexiga, dor e odor ao urinar, presença de sangue na urina ou sêmen, dor persistente nas costas, quadril, pelve e ao ejacular.

Vale ressaltar que, a presença desses sintomas pode ser procedente de outros fatores não relacionado à presença do câncer de próstata.

Fatores de risco

A idade é um dos maiores fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata e a probabilidade aumenta com o avanço da idade.   É rara a detecção deste tipo de câncer em homens com idade inferior a 40 anos, sendo um agravante na faixa acima dos 65 anos de idade.

Assim como no câncer de mama, antecedentes familiares de primeiro grau acometidos por câncer de próstata, aumentam em até 2 vezes a probabilidade de desenvolver a doença.

 Outro fator, porém, de motivo desconhecido é que o câncer de próstata é mais comum em algumas etnias e continentes. A taxa de incidência também é maior em países desenvolvidos quando comparada a países em desenvolvimento.

Os demais fatores de risco encontrados na literatura são discutíveis e com pouca base cientifica até o momento que comprovem essa associação.

Diagnóstico

No caso de suspeita do câncer de próstata o médico em consulta perguntará sobre a presença ou ausência dos sintomas relacionados à doença, assim como fará solicitação de exames de sangue (antígeno prostático específico – PSA) e exames físico (toque retal) quando houver necessidade.

Uma dosagem alta do PSA pode sugerir desenvolvimento de câncer de próstata, porém existem outros fatores que aumentam o nível de PSA e devem ser analisados com atenção, como: hiperplasia benigna da próstata, idade avançada, atividade sexual, andar de bicicleta, procedimentos urológicos e reposição hormonal com testosterona.

De acordo com a American Cancer Society, o exame de toque retal em pacientes com câncer pode apontar se um dos lados da próstata ou ambos os lados estão afetados, e também avaliar se tecidos próximos à próstata estão afetados.

Mesmo que o câncer de próstata possa ser detectado com base nos sintomas, dosagem de PSA elevado e toque retal apresentando superfície da próstata irregular e/ou rígida, a confirmação do caso só será possível com uma biopsia da próstata.

Exames de imagem como a tomografia computadorizada e ressonância magnética podem ser utilizados para detectar a disseminação do câncer a outros órgãos e tecidos.

O câncer de próstata pode ser prevenido

A causa do câncer de próstata ainda não é conhecida até o momento, não sendo possível prever todos casos da doença. Alguns fatores de risco como idade, etnia e histórico familiar não podem ser controlados, porém baseado nos conhecimentos atuais, existe a possibilidade de minimizar o risco do câncer de próstata.

Manter um peso saudável, diminuir o consumo de álcool, não fumar, manter uma dieta balanceada e praticar exercícios são boas condições para manter uma vida saudável e reduzir o risco de muitas doenças.

Alguns estudos sugerem o uso de algumas vitaminas, minerais, suplementos e alguns medicamentos que podem reduzir o risco de câncer de próstata, porém até o momento não existem dados suficentes que comprovem o êxito das medidas.

Outros problemas da próstata

Prostatite – uma inflamação da próstata devido a diferentes causas, infecciosas e não infecciosas.

Hiperlasia prostática benigna – crescimento não maligno do tamanho da próstata. Em geral a próstata aumenta com a idade, e em algumas situações causando problemas de saúde ao paciente.

Ambas as doenças são tratáveis e com sintomas variáveis, podendo inicialmente serem confundidas com outras enfermidades, quando não diagnosticadas corretamente. Uma avaliação médica detalhada, solicitações de exames adequados e acompanhamento do paciente são os aspectos fundamentais para um diagnóstico correto.

Laboratório

Além do PSA, existem outros exames laboratoriais disponíveis como o PSA livre, PSA total, proPSA e o índice de saúde da próstata (Phi) baseado no cálculo de três parâmetros (PSA livre / PSA total / proPSA) indicando a probabilidade de desenvolver o câncer de próstata.

Converse com seu médico e verifique quais são as alternativas mais seguras e viáveis para prevenir, monitorar e diagnosticar o câncer de próstata. Médicos capacitados quando indicam um exame explicam o motivo e quando sugerem um tratamento informam ao paciente seus prós e contras, além de oferecerem alternativas.

“Em caso de dúvida, pesquise, converse com outras pessoas, escute a opinião de um outro médico, mas não coloque uma vida em risco por omissão e falta de informação”

Referências: Organização Mundial da Saúde (OMS), Centers for Disease Control and Prevention (CDC), American Cancer Society, Instituto Nacional do Câncer (INCA)

Fonte: http://www.gazetasp.com.br/marcel-machado/5353-cancer-de-prostata-entre-voce-tambem-nesta-luta

Deixe um comentário


Lab Hormon | Central de Atendimento: 11 4433-3233 www.labhormon.com.br
Agência Digital Pulso