VISITE TAMBÉM O NOSSO SITE WWW.LABHORMON.COM.BR

Entenda melhor a microcefalia e sua relação com o Zika vírus

-A +A
22 de novembro de 2015 | Por: Lab Hormon

A microcefalia é um transtorno neurológico caracterizado por uma menor circunferência da cabeça quando comparada à média de pessoas de mesmo sexo e idade

É uma condição rara, porém nos últimos dias está ganhando destaque nas mídias nacional e internacional devido ao aumento do número de casos de recém-nascidos com microcefalia, principalmente na região nordeste do país. Segundo dados do Ministério da Saúde, no primeiro boletim epidemiológico divulgado em 17/11/2015, foram diagnosticados 399 casos, dos quais 268 foram registrados em Pernambuco. Vale destacar que, a média nacional era de 100 a 120 casos por ano.

Existem “evidências” da relação da propagação do Zika vírus na região Nordeste com o aumento dos casos de microcefalia em recém-nascidos da região.  Nos últimos dias, o vírus foi detectado no líquido amniótico de duas gestantes, nas quais já se observa o desenvolvimento de microcefalia nos fetos.

O Zika vírus é originário da África, mas vem se propagando na América Latina nos últimos meses. Transmitido pelo Aedes Aegypti, o mesmo mosquito responsável pelos surtos de dengue e disseminação da Febre Chikungunya no Brasil, o Zika vírus provoca sintomas parecidos com as duas outras doenças, porém mais brandos e sem causar grandes danos à saúde.

Os dados obtidos até o momento não são suficientes para estabelecer uma correlação entre os casos de microcefalia e a infecção pelo Zika vírus, porém estão sendo realizados estudos com a cooperação de instituições internacionais, para que esta hipótese possa ser verificada. A presença de um outro fator que possa ter desencadeado esse aumento de microcefalia ainda não foi descartada.

O que causa a microcefalia?

Síndrome de Down, síndrome de Cri du chat, trissomias 13 e 18, fenilcetonúria materna, má alimentação durante a gestação, alcoolismo, uso de drogas, diabetes gestacional, intoxicação por mercúrio, infecção por rubéola, toxoplasmose ou citomegalovírus durante a gestação podem levar à microcefalia.

Após o nascimento, a microcefalia pode ocorrer devido a lesões no cérebro, como falta de oxigenação ou infecção.

microcefalia_1

A microcefalia é uma condição que acompanha toda a vida do paciente (Foto: Divulgação)

Tratamento

É fundamental compreender que o crescimento do crânio é determinado pelo desenvolvimento do cérebro. Assim, na maioria dos casos, a microcefalia aparece devido ao fato de o cérebro parar de crescer em ritmo normal.

A microcefalia é uma condição que acompanha toda a vida do paciente, não podendo ser revertida e nem mesmo corrigida. Não há tratamento específico, sendo que o estimulo da criança no convívio social é a indicação de maior importância.

Uma criança que nasce com microcefalia requer assistência médica e exames periódicos que avaliem o desenvolvimento neuropsicomotor durante a infância. Além disso, há necessidade de uma equipe especializada em acompanhamento familiar, com o intuito de promover educação dirigida aos pais para melhora da qualidade de vida dos filhos, incluindo muitas vezes a necessidade de fisioterapia e terapia específica.  Quando a microcefalia é diagnosticada durante a gestação, é indicado além da orientação médica, uma orientação psicológica da mãe durante este período.

Prognóstico

Outros problemas comuns ocasionados pela microcefalia são: retardo mental, epilepsia, atraso e complicações nas funções neuropsicomotoras, baixa estatura e hiperatividade.

Vale ressaltar que algumas crianças com microcefalia podem apresentar desenvolvimento mental normal e conviver naturalmente na sociedade, dependendo somente de auxílio psicológico ao longo dos anos. Outras apresentarão deficiências mais leves que, com a orientação adequada, poderão ter uma vida normal.

Fonte: The Cleveland Clinic, National Institute of Neurological Disorders and Stroke (NIH), Boston Children’s Hospital, Ministério da Saúde (Brasil)

http://www.gazetasp.com.br/marcel-machado/6069-entenda-melhor-a-microcefalia-e-sua-relacao-com-o-zika-virus

marcel-machado-big

Um comentário para “Entenda melhor a microcefalia e sua relação com o Zika vírus”

  1. Célia disse:

    Realmente ouvi falar muito da microcefalia na mídia,porém ñ ficava claro.
    Ótima matéria de esclarecimento.
    Célia.

Deixe um comentário


Lab Hormon | Central de Atendimento: 11 4433-3233 www.labhormon.com.br
Agência Digital Pulso